Harildo

Harildo Francisco

O mestre pescador Harildo Francisco nasceu em Arraial do Cabo, em 1945. Filho de uma família extensa de pescadores advindos da Praia de Pernambuca, em Arraial do Cabo. É dono de “canoa de boçarda” na Prainha. Aprendeu o seu ofício de carpintaria fazendo miniaturas, por brincadeira. Já faz algumas décadas que o Mestre Harildo vem perdendo a visão devido à exposição excessiva ao sol provocando problemas irreversíveis ao cristalino.

Há tempos atrás, ele consertava rede de pesca e fazia mais de quatro “caícos” em frente ao paiol dos pescadores da Prainha. Neste processo de construção de embarcações tradicionais o mesmo tateia, seleciona e prega as madeiras e as modelas, serra, corta, plaina e bate. Para tanto usa ferramentas manuais e elétricas, tais como: traçador, lixadeira, plaina e furadeira além de martelo, formão e espátula. Essa última, serve para passar a cola para fixar partes de pedaços de madeiras com o pó de serra.

Pela experiência, vivência, tato e conhecimento tradicional reforma e conserta as “canoas de boçarda” e faz “caicos”. Sua habilidade é insuperável. Pois, faz com desenvoltura e competência a maestria do seu ofício de carpinteiro. Trabalhou somente na Prefeitura, no tempo de Hermes Barcelos, durante seis meses.

Desde então, nunca mais foi empregado e viveu da pesca até a sua aposentadoria. Sempre alternando a sua vida pessoal com a prática da pesca; a reforma de embarcações e vivendo da casa para o Centro Espírita Pai José do Congo, e vice-versa.

Harildo é o Pai de Santo do Centro Espírita da Prainha. Desde garoto e rapaz acompanhava, mas não participa das sessões no antigo Centro Espírita da Prainha. Depois de casado, ficou um tempo com a saúde e as condições financeiras muito abaladas. E, ninguém o segurava pelas forças dos espíritos… Um conhecido convidou-o para montar um Centro Espírito, e a partir daí foi recebendo as entidades e recuperando a sua saúde. Quase todos da sua casa são espíritas, e recebem os santos.

Harildo é um homem de fé e tem confiança nos santos e tudo que ele pede com fé aos mesmos os ajudam, inclusive, nas questões de saúde. Só vai ao médico se for para fazer cirurgia. Pois, em casa, se orgulha dos seus remédios dos matos – a “pitanga”, a “carqueja”, a “guiné”, o “pinhão roxo”, entre outros. Usa a “garrafada” para todo tipo de machucado. A “garrafada” é composta de folhas dos matos, como: “aroeira”, “comigo ninguém pode”, “guiné”, “pinhão roxo”, “espada de São Jorge”, entre outros.

Oferta-se serviço de construção de caíco e reforma de “canoas de boçarda”, além da venda de balde de gelo.

Atende o público aos sábados, em horário comercial.

Agendamento no local. Localiza-se na Praia da Prainha (“Paiol”

do Harildo).

Contato: mestresabedores@gmail.com